Covid-19. Odemira recua para a terceira fase do desconfinamento

O Governo decidiu esta quinta-feira, 20, em reunião do Conselho de Ministros, que todo o concelho de Odemira vai recuar para a terceira fase do plano de desconfinamento, dado registar uma prevalência de 287 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes.

“Sem cerca sanitária, a unidade de medidas ser uma freguesia faz pouco sentido, até porque as pessoas podem passar de uma freguesia para a outra, por isso neste momento o concelho de Odemira está todo na mesma situação”, justificou a ministra da Presidência em conferência de imprensa.

Ainda assim, Mariana Vieira da Silva sublinhou que a situação de Odemira é hoje bem melhor do que há semanas atrás.

“Odemira tem, neste momento, 287 casos por 100 mil habitantes e já teve cerca de 1.000 casos por 100 mil habitantes. Portanto, a situação do concelho, apesar deste recuo, é significativamente melhor do que era há um mês”, disse.

Na terceira fase de desconfinamento os restaurantes, cafés e pastelarias podem estar abertos com um máximo de quatro pessoas por mesa ou balcão no interior ou seis por mesa nas esplanadas. O funcionamento destes espaços será até às 22h30 nos dias de semana ou às 13h00 nos fins de semana e feriados.

É ainda possível praticar atividade física ao ar livre até seis pessoas e modalidades desportivas de médio risco, nomeadamente andebol, basquetebol, futebol, futsal, hóquei em patins ou voleibol.

É também permitida a realização de eventos exteriores, desde que não ultrapassem a lotação de cinco pessoas por 100 metros quadrados, bem como casamentos e batizados com 25% de lotação.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Odemira promove cidadania ambiental

Alertar as comunidades “para o problema dos resíduos”, para que os cidadãos “se tornem agentes de mudança”, é o grande objetivo do projeto “A Rua

Role para cima