Mau tempo fez estrago de 650 mil euros na costa de Odemira

Mau tempo fez estrago de 650

Os estragos causados pela forte agitação marítima registada na passada noite de 6 de Janeiro na costa do concelho de Odemira estão avaliados em cerca de 650 mil euros.
De acordo com a Câmara de Odemira, mais de meio milhão de euros correspondem a prejuízos em equipamentos públicos, correspondendo os restantes 150 mil euros a estragos em propriedade privada.
Além de estragos nos acessos às praias, apoios de praia, perda de sinalética informativa e de segurança, a autarquia registou ainda estragos nos quatro portinhos de pesca do concelho, assim como a destruição de duas embarcações no portinho do Canal (junto a Vila Nova de Milfontes) e de duas embarcações no portinho de Lapa de Pombas (Longueira/ Almograve).
Em Vila Nova de Milfontes registaram-se danos nas escadarias de acessos às praias, no cais flutuante da praia da Franquia e foi parcialmente destruído o restaurante “A Choupana”, na Praia do Farol.
Houve ainda estragos em arruamentos junto ao rio, enquanto que na praia do Malhão o mar destruiu o apoio de praia da escola de surf “Foz do Mira”.
Na freguesia de Longueira/ Almograve, a agitação marítimo destruiu as três escadas de acesso à praia de Almograve [na foto].
Já nas praias de Zambujeira do Mar e Carvalhal, ambas na freguesia de São Teotónio, foram destruídos pelo mar centenas metros de passadiços, pontes e escadarias de madeira de acesso às praias e aos areais envolventes, além de terem sido registados danos em infra-estruturas de apoio à praia e nas zonas de estacionamento.
Contabilizados todos estes estragos, a Câmara de Odemira estima “que serão necessários mais de 500 mil euros para reparação da orla costeira e de todos os equipamentos públicos danificados, bem como da necessária reposição de areia nas praias”.
Nesse sentido, adianta ao “CA” fonte municipal, a autarquia “vai solicitar reunião urgentes com as entidades com jurisdição no litoral para solicitar a colaboração para reparação dos danos provocados pelo mar”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima