Lopes Guerreiro pede "aprofundamento da democracia interna" no PCP

Lopes Guerreiro pede "aprofundamento da democracia interna" no PCP

Lopes Guerreiro, destacado militante do PCP no distrito de Beja, voltou a reclamar o “aprofundamento da democracia interna do partido” e “uma maior abertura às opiniões diferentes, sem exclusão de quem pensa diferente e divulga publicamente as suas opiniões”.
Num texto publicado no blogue “Alvitrando”, Lopes Guerreiro, muitas vezes apontado como “renovador” dentro do PCP, defendeu também “formas diferentes de eleição dos órgãos dirigentes e de escolha de candidatos a cargos públicos electivos”.
No texto, uma carta enviada há 11 meses à Comissão Concelhia de Alvito do PCP e agora publicada no âmbito do 90º aniversário do partido, Lopes Guerreiro pede ainda “um maior envolvimento dos militantes na definição de orientações e tomadas de decisões dos órgãos dirigentes, deixando de limitar a sua intervenção a aprová-las, sem ou com pouca discussão, quando considerado necessário ou conveniente”.
E advoga a necessidade de “combater tendências de dirigir o partido a partir do poder (as autarquias) e evitar que este se imiscua na gestão corrente” dessas autarquias.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima