Lendias d’Encantar estreia nova peça em Aljustrel

A companhia de teatro Lendias d’Encantar, de Beja, estreia nesta quinta-feira, 3, em Aljustrel, a sua nova produção teatral, “A Lua é a Lua em Buenos Aires e Lisboa”, com texto da argentina Belén Pasqualini, que partilha a encenação com António Revez.

A peça sobe ao palco do Cine Oriental, nova “casa” da companhia bejense, pelas 21h30.

Segundo a Lendias d’Encantar, “A Lua é a Lua em Buenos Aires e Lisboa” é uma peça que “joga com a possibilidade de uma pessoa dita famosa procurar colocar sobre si diversas capas, como uma defesa, ainda que alimente a grande ilusão de poder ser ela mesma e de a quererem por essa sua essência”.

De acordo com o encenador, António Revez, tudo começa com um “encontro inusitado” entre dois famosos, um português e uma argentina, pessoas que “não partilham o mesmo espaço com outras”, mas que subitamente se veem trancados, sozinhos, numa sauna, sendo como que “obrigados a vivenciar uma série de experiências em conjunto”, durante o tempo em que ali se encontram.

“Gosto de pensar que a peça é um striptease emocional onde vamos tirando capas de personagem, capas artificiais para chegar à nossa essência”, diz, por sua vez, Belén Pasqualini, atriz, cantora e compositora, uma criadora multifacetada formada na Universidade Nacional das Artes de Buenos Aires.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima