Kemet Electronics despede 127 trabalhadores em Évora

Kemet Electronics despede

A multinacional norte-americana Kemet Electronics pretende avançar com o despedimento colectivo de quase metade dos trabalhadores da fábrica de Évora, num total de 127 operários.
"A empresa indicou no processo de despedimento colectivo que pretende encerrar uma das linhas de produção a 30 de Junho", refere à Lusa Hugo Fernandes, delegado sindical e dirigente do Sindicato das Indústrias Eléctricas do Sul e Ilhas (SIESI).
Contactada pela Lusa, a administração da empresa escusou-se prestar qualquer informação sobre o assunto.
O dirigente sindical explica que "a empresa invoca motivos estruturais e de mercado para fazer o despedimento colectivo" na fábrica de Évora, que, na sua opinião, "não correspondem à verdade".
O quadro apresentado pela empresa "está condicionado", afirma Hugo Fernandes, alegando que, nos últimos três ou quatro anos, ocorreu uma "deslocalização de equipamentos e de produção para outras fábricas do grupo".
"Se a produção estivesse cá, os dados da empresa não correspondiam à verdade. O quadro está condicionado por decisão da gestão", argumenta.
De acordo com o responsável, os trabalhadores, que já esta semana realizaram plenários, vão deslocar-se, na próxima sexta-feira, 14, ao Ministério da Economia para entregarem um documento com argumentos contra o despedimento colectivo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima