Jorge Pulido Valente concorda com extinção de concelhos e freguesias

Jorge Pulido Valente concorda com extinção de concelhos e freguesias

O presidente da Câmara de considera que a redução de autarquias imposta pela “troika” a Portugal faz sentido e sublinha que uma diminuição de pessoal, outra das exigências, implicará maior rentabilidade dos funcionários.
Jorge Pulido Valente concorda “em absoluto” com a redução de municípios e de freguesias. “Vai ser um processo complicado, com muita conflituosidade envolvida, mas acho que é um imperativo nacional, mesmo que não estivéssemos em situação de crise”, considerou.
Para Pulido Valente não faz sentido o país ter freguesias e municípios demasiado pequenos, às vezes uns ao lado dos outros, “quando apenas um órgão de gestão poderia gerir as necessidades”, sem duplicar órgãos de gestão e eleitos.
“O sistema actual é pouco racional e há necessidade de racionalizar os custos e tornar mais eficiente a administração. Temos todos a ganhar com isso”, acrescentou.
O autarca, também presidente da Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral (AMBAAL), considerou ainda que em Beja existem condições para a supressão de algumas freguesias, dando outras dimensão às freguesias que se mantiverem.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima