Governo antecipa pagamento de 500 milhões a agricultores

O Ministério da Agricultura e da Alimentação, através do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP), anunciou esta quarta-feira, 11, a antecipação dos pagamentos do Pedido Único (PU), no valor de 500 milhões de euros, que os agricultores só iriam receber em outubro.

Fonte do ministério adianta ao “CA” que esta medida pretende responder “à crise provocada pela invasão militar da Rússia à Ucrânia” e “vai permitir aos agricultores portugueses fazer face às necessidades adicionais de liquidez, nomeadamente com os fortes aumentos dos custos das matérias-primas, da energia e que afetou igualmente as cadeias de abastecimento agroalimentar”.

Nesse sentido, o despacho conjunto, assinado pelo do ministro das Finanças, Fernando Medina, e pela ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, antecipa o pagamento de 500 milhões de euros e vai beneficiar os agricultores do continente que, no ano de 2021, tenham recebido pagamentos de medidas do Sistema Integrado de Gestão e Controlo e que submetam as suas candidaturas ao PU até segunda-feira, 16.

A mesma fonte acrescenta que “este apoio excecional de crise, que vai ajudar os agricultores a terem condições para produzir, será disponibilizado pelo IFAP”, sendo necessária a submissão do formulário do Apoio Excecional de Crise “até 31 de maio”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima