Festa na cidade de Serpa durante as "Noites na Nora"

Festa na cidade de Serpa durante as "Noites na Nora"

Os concertos de Julie & The Carjackers, Fernando Tordo, Contracorrente, Martin, Osso Vaidoso e Jazzafari Unit e oito espectáculos de teatro marcam a edição deste ano do Festival “Noites na Nora”, a realizar ao longo de Julho, em Serpa.
Ao contrário de algumas edições anteriores, que chegaram a prolongar-se por um mês, o festival deste ano, tal como o de 2011, vai decorrer durante cerca de duas semanas, entre esta sexta-feira, 6, e dia 21 de Julho.
“A necessidade de reduzir a actividade em geral”, devido a cortes nos apoios, e “a exigência de outras actividades” da BAAL 17 levaram a companhia a “encurtar” o festival em 2011 e “cada vez mais faz sentido não alargar muito mais do que duas semanas”, disse Marco Ferreira, da Companhia de Teatro BAAL 17, a organizadora do festival.
Segundo o responsável, o 13.º “Noites na Nora” mantém a “fórmula” e aposta em espectáculos de teatro e concertos de bandas, projectos e vozes das “novas tendências” da música nacional e de “uma grande voz da história da música portuguesa”, que este ano será Fernando Tordo.
O festival, que “celebra a cultura como uma festa”, inclui este ano seis concertos e oito peças de teatro, algumas com dança, música ou comédia à mistura e uma delas resultante de uma residência artística, para transformar o Espaço da Nora, no centro histórico de Serpa, num “caldeirão cultural”.
Os concertos dos Contracorrente, que recuperam músicas de intervenção e resistência (sexta-feira, 6); de Martim, o contrabaixista de B. Fachada (sábado, 7); e de Osso Vaidoso, o novo projecto de Ana Deus e Alexandre Soares, que, na década de 1990, integraram a banda Três Tristes Tigres (13), são os primeiros três espectáculos de música previstos.
Seguem-se os concertos dos Julie & The Carjackers, uma mistura de rock-folk com influências de música tropical, exótica e jazz (14), do projecto Jazzfari Unit, do jovem cantor Jazzafari, “uma das poucas vozes masculinas a afirmarem-se” actualmente no jazz português (20), e de Fernando Tordo (21), a fechar o festival.
“Muito ajuda o que não atrapalha”, pela BAAL 17 (dia 8); “Mal-Empregados”, pelo grupo D’Orfeu (10); “Médico à força”, pelo grupo Jangada Teatro (11); e “Farsas per musica”, pelo Teatro das Beiras (12), são as primeiras quatro peças de teatro programadas.
“La Nave Va”, pelo grupo de teatro espanhol “Connexiones.3” (dia 17); “Conta-me outros Fados”, pelo AL-MaSRAH Teatro (18); e “A Bailarina vai às compras”, pelo grupo Entretanto Teatro (19), são outras peças de teatro previstas.
No dia 15, o festival apresenta a peça de teatro “Oliveira”, o resultado da residência artística que o “Sou Movimento e Arte” em colaboração com 11 pessoas da comunidade de Serpa criaram este ano para o “Noites na Nora”, tendo como ponto de partida a oliveira.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima