Empresa Almina apoia associações de Aljustrel

Empresa Almina apoia

Um sinal de responsabilidade social e um “dever” para com a comunidade! É desta forma que o presidente da administração da Almina, concessionária das minas de Aljustrel, justifica os apoios concedidos às instituições locais em 2019. Ao todo são 125 mil euros que a empresa distribui por 29 colectividades locais.
“Sempre tivemos esta atitude de responsabilidade social. Fazemo-lo dentro das possibilidades que temos e é uma ‘obrigação’ que temos perante os nossos stake holders, como se costuma dizer, não só da empresa mas como de toda a comunidade de Aljustrel”, frisa Humberto da Costa Leite ao “CA”.
Do montante total de 125 mil euros, a maior “fatia” destina-se a três projectos em concreto: a aquisição de viatura de transporte de doentes não urgentes para os Bombeiros Voluntários de Aljustrel, a ampliação do berçário do jardim-de-infância da Misericórdia e a compra de uma carrinha de nove lugares para o Mineiro Aljustrelense.
A par destas três instituições, recebem ainda o apoio da empresa mineira em 2019 a Delegação de Aljustrel da Cruz Vermelha, Comissão de Protecção de Crianças e Jovens, União de Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos, Alvorada de Ervidel, Bass Team, GD Messejanense, Negrilhos FC, as secções de hóquei em patins e de patinagem artística do Mineiro Aljustrelense, Sociedade Columbófila Aljustrelense, Clube de Caçadores do Vale Fanado, Agrupamento de Escolas de Aljustrel, Confraria de Nossa Senhora do Castelo, Paróquia de Aljustrel, Casa do Professor, Liga dos Combatentes, Grupo Coral do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira, Sociedade Musical de Instrução e Recreio Aljustrelense, e diversas secções do Centro Republicano (CRIRA).
Humberto da Costa Leite refere que o critério da Almina passou por apoiar projectos que “acrescentassem valor” à comunidade de Aljustrel e ao concelho. “E nós damos aí um contributo nesse sentido”, reforça, para logo acrescentar: “Queremos que apareçam mais projectos, bons projectos, para podermos contemplá-los todos. Mas se os projectos não aparecerem ou não tiverem qualidade, nós também não apoiamos só por alguém pedir dinheiro para uma coisa que nós não achemos que tenha esse valor para comunidade de Aljustrel”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima