Distrito de Beja vai ter três meios aéreos de combate a incêndios no DECIR 2021

O distrito de Beja vai contar, entre os meses de junho e de outubro, com três meios aéreos para combate a incêndios rurais.

Os meios aéreos chegam à região no âmbito do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR 2021), que decorre no período de 15 de maio a 31 de outubro.

Segundo adianta ao “CA” fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro de Beja (CDOS), durante o DECIR 2021 a região contará, em maio (Fase II), com 245 operacionais, 64 veículos e um helicóptero bombardeiro médio, já instalado no Centro de Meios Aéreos de Ourique.

Em junho (Fase III) serão 300 os operacionais alocados ao DECIR 2021, juntamente com 78 veículos e três meios aéreos (um em Ourique e mais dois estacionados na Base Aérea 11, em Beja).

De julho a setembro (Fase IV), o CDOS anuncia para o distrito de Beja 334 operacionais, 83 veículos, e três meios aéreos, enquanto de 1 a 15 de outubro (Fase III) serão 249 operacionais, 64 veículos e três meios aéreos.

Finalmente, entre 15 e 31 de outubro (Fase II), o DECIR 2021 contará em Beja com 295 operacionais, 52 veículos e três meios aéreos.

De acordo com o CDOS de Beja, o dispositivo de defesa e proteção da floresta na gestão de incêndios rurais conta com a colaboração dos serviços municipais de proteção civil, “nomeadamente com 36 veículos de transporte coletivo e 88 máquinas de rasto (seis dos municípios e 82 contratualizadas)”.

O CDOS apela ainda “à colaboração da comunidade do distrito na prevenção dos incêndios rurais”, lembrando que “cada cidadão é um agente de proteção civil e todos temos um papel importante na construção de uma comunidade mais resiliente”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Odemira promove cidadania ambiental

Alertar as comunidades “para o problema dos resíduos”, para que os cidadãos “se tornem agentes de mudança”, é o grande objetivo do projeto “A Rua

Role para cima