Distrital do PSD contesta investimento em centro de formação aeronáutica em Évora

Distrital do PSD contesta investimento em centro de formação aeronáutica em Évora

A Distrital de Beja do PSD contesta o investimento de 3,8 milhões de euros num centro de formação aeronáutica anunciado para a cidade de Évora.
“Já não bastava a estranha decisão de colocar também em Évora uma unidade da Embraier, de fabrico de componentes para aviões, como agora ficámos a saber, pela rádio Voz da Planície, que o Governo, com o aval do Tribunal de Contas, aprovou para a capital do Alentejo Central um centro de formação”, sublinha o PSD bejense em comunicado, frisando ser “estranha” a “promessa” de criar em Beja um centro internacional de formação aeronáutica feita pelo presidente da Câmara, Jorge Pulido Valente, durante a cerimónia que antecedeu o primeiro voo oficial do novo aeroporto de Beja.
“Seria importante que os cidadãos percebessem as linhas com que se coze a estratégia socialista no Baixo Alentejo. Dão-nos com uma mão o que tiram com a outra. E fica claro qual tem sido o critério seguido para valorizar a nossa região. Évora continua a ficar com carne e nós temos de nos contentar com os ossos, só porque as altas figuras socialistas insistem em declarar Évora como a centralidade do Alentejo”, reforça a Distrital do PSD, que não poupa também nas críticas a Luís Pita Ameixa e Conceição Casanova, deputados do PS por Beja e os dois primeiros nomes da lista socialistas no distrito nas próximas legislativas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima