"Diário do Alentejo" adopta nova ortografia, "Correio Alentejo" mantém-se fiel à velha escrita portuguesa!

"Diário do Alentejo" adopta nova ortografia

O “Diário do Alentejo”, de Beja, chega sexta-feira às bancas escrito segundo o novo Acordo Ortográfico, tornando-se o primeiro jornal do Alentejo e um dos primeiros jornais regionais em Portugal a adoptar a nova grafia do português.
O “Diário do Alentejo”, com periodicidade semanal e propriedade da Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral, “é um jornal público e, por isso, teria que aderir ao novo Acordo Ortográfico até janeiro de 2012”, explicou à agência Lusa o director do jornal, Paulo Barriga.
“Para não sermos apanhados desprevenidos, vamos começar já a adoptar a nova grafia do português”, a partir da próxima edição, a n.º 1510, nas bancas na sexta-feira, disse.
Segundo Paulo Barriga, “2011 será o ano do estágio ortográfico no ‘Diário do Alentejo’” para o jornal estar “pronto para já não cometer erros” à luz da nova grafia do português a partir de 01 de Janeiro de 2012, quando a aplicação do novo Acordo ortográfico será obrigatória em todos os serviços e organismos dependentes do Estado.
Os outros jornais semanários de Beja ainda não adoptaram o novo Acordo Ortográfico, sendo que o “Alentejo Popular” deverá começar a ser escrito segundo as nova grafia “a partir do próximo mês de Setembro” e o “Correio Alentejo” “irá manter a antiga ortografia enquanto for possível”, disseram à Lusa os responsáveis pelas publicações.
No distrito de Évora, no “Diário do Sul”, o único jornal diário a sul do rio Tejo, “não está prevista” a obrigatoriedade de jornalistas e cronistas escreverem ao abrigo do novo Acordo Ortográfico, existindo “liberdade total”, segundo disse à Lusa o director, Manuel Madeira Piçarra.
Já o semanário “Registo”, nas bancas às quintas-feiras, deverá aplicar o acordo durante este ano, apesar de alguns cronistas já terem adoptado a nova grafia, disse fonte da administração do jornal.
No distrito de Portalegre, os responsáveis dos jornais “Fonte Nova”, “Alto Alentejo” e “Linhas de Elvas” disseram à Lusa que não esperam adoptar a nova grafia a “curto prazo”, manifestando-se, inclusive, “contra” o novo Acordo Ortográfico.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

DECO promove atendimento em Odemira

Esclarecer dúvidas sobre os direitos do consumidor em diversas áreas é o grande objetivo das sessões gratuitas de atendimento que a DECO – Associação Portuguesa

Role para cima