CRBA indemniza Carreira Marques

CRBA indemniza

O Conservatório Regional do Baixo Alentejo (CRBA) vai indemnizar o antigo autarca Carreira Marques, que foi director-executivo da instituição entre Setembro de 2009 e Outubro de 2010, em 36 mil euros, pagos em prestações mensais de 1.000 euros ao longo de 36 meses. Segundo apurou o “CA”, o acordo entre ambas as partes foi alcançado no final da passada semana, evitando que o processo chegasse a julgamento.
“Confirmo o acordo”, adianta ao “CA” Carreira Marques, evitando alongar-se sobre todo o processo. “Foi tudo demasiado vergonhoso e é por isso que não quero fazer mais comentários”, acrescenta apenas.
Para Francisco Duarte, autarca de Castro Verde e presidente do conselho de administração do CRBA (órgão que integra também as câmaras de Beja e Aljustrel), o acordo extra-judicial foi a melhor solução para as partes envolvidas no diferendo. “Era a solução que se impunha neste momento”, sublinha.
A saída de Carreira Marques da direcção-executiva do CRBA foi anunciada em primeira mão pelo “CA” de 12 de Novembro de 2010. A sua saída foi na altura justificada pelo então presidente do Conservatório, Jorge Pulido Valente, com o facto de o cargo não existir aquando da nomeação e de esta ter sido aprovada por uma administração presidida pelo Centro de Cultura de Beja, representado pelo próprio Carreira Marques.
Por seu lado, em carta publicada na edição de 19 de Novembro de 2010 do “CA”, Carreira Marques considerou o seu afastamento do CRBA um “acto unilateral e ilegal”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima