Concelho de Odemira investe seis milhões em nova valências sociais

Concelho de Odemira investe seis milhões em nova valências sociais

Seis novos equipamentos de apoio social vão ser construídos no concelho de Odemira, nos próximos dois anos, num investimento global de cerca de seis milhões de euros, para criar mais de 100 empregos. Segundo a Câmara Municipal de Odemira, estas valências vão surgir fruto de projectos de várias Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), com comparticipação comunitária.
Os equipamentos vão disponibilizar “144 novas camas” e pretendem criar “mais de 100 postos de trabalho”, no global, refere ainda a autarquia, que vai conceder apoios técnicos e financeiros de mais de 1,5 milhões de euros.
Das seis valências, quatro são lares de idosos, dois deles da Santa Casa da Misericórdia de Odemira (na sede de concelho e em Colos), um da Casa do Povo de S. Luís e outro da Associação de Reformados e Idosos de Vila Nova de Milfontes.
Esta mesma associação vai também dispor, “em breve”, de um centro de dia, sendo o último dos seis projectos um lar da Associação de Paralisia Cerebral de Odemira.
No mesmo comunicado, a Câmara Municipal destaca o projeto do lar de idosos da Associação de Reformados e Idosos de Vila Nova de Milfontes, cuja candidatura foi aprovada recentemente.
O projecto prevê um investimento de 898 mil euros, comparticipados a 70 por cento por fundos comunitários, e vai ter 12 quartos duplos e 11 quartos individuais, num total de 35 camas.
O lar vai ser construído num piso novo do atual edifício da associação que presta também apoio domiciliário a mais de 50 idosos.
A associação, que conta actualmente com 12 funcionários e cerca de 1 200 associados, fornece mais de 15 mil refeições por ano e percorre cerca de 100 mil quilómetros.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima