Comandante dos Bombeiros de Ourique: “Passámos do oito ao 80!”

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Ourique, Mário Batista, reconhece em entrevista ao “CA” que o renovado quartel da corporação, cujas obras foram inauguradas no final de Novembro, permitem aos “soldados da paz” melhores condições de trabalho e de resposta às emergências.

Em que medida são as novas condições do quartel uma mais-valia para os Bombeiros de Ourique?
A corporação fica a ganhar, pois passámos do oito ao oitenta! Tínhamos umas instalações que não serviam para o nosso corpo activo, pois temos cerca de 60 elementos, com 25 elementos femininos. Estes elementos femininos estavam limitados a um espaço muito curto e neste momento têm uma ala só delas. Em termos operacionais ganhámos muito com esta remodelação.

Além desta nova ala feminina, que outras intervenções foram realizadas no quartel?
Criámos a ala feminina, mas também a ala masculina. Agora temos condições para termos cá no dia-a-dia os nossos bombeiros e também para que possa pernoitar muito mais gente, se houver falta disso. Temos portões novos, o solo do parque de viaturas também é novo… Neste momento estamos com excelentes condições!

E o comandante fica totalmente satisfeito com tudo isto ou ainda fica a faltar alguma coisa?
Falta sempre qualquer coisa, pois somos sempre muito exigentes. A obra poderia estar muito melhor, mas temos de arcar com as consequências de termos escolhida a empresa [de construção] que escolhemos.

“Temos portões novos, o solo do parque de viaturas também é novo… Neste momento estamos com excelentes condições!”

Mário Batista | comandante dos Bombeiros Voluntários de Ourique

Espera que estas novas condições tragam mais voluntários para os Bombeiros de Ourique?
Gostava que sim! Fazemos esse trabalho no dia-a-dia, de tentar trazer para cá mais gente. Temos um corpo activo de cerca de 60 elementos, o que para a realidade do nosso concelho e do nosso distrito é muito bom. Mas queremos sempre mais.

Em que medida tem a pandemia da Covid-19 afectado a corporação?
Tem dificultado na medida em que temos de sair sempre equipados e estar sempre com um pé atrás, porque para nós toda a gente – até prova em contrário – são suspeitos. É a nossa forma de trabalhar, temos conseguido minimizar a situação e até agora, graças a Deus, não temos ninguém que tivesse testado positivo. E espero que assim continue até que termine esta pandemia.

Inauguradas estas obras, que novos projectos têm os Bombeiros de Ourique “no horizonte”?
Temos uma lacuna, que é a falta de veículos de combate a incêndios florestais, um pesado e um ligeiro. E temos falta de equipamentos de protecção individual para combate a incêndios florestais. São os próximos objectivos a que vamos tentar chegar.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

OP de Odemira com 51 propostas em 2021

Um total de 51 propostas de investimento público foram apresentadas pela população do concelho de Odemira no âmbito do processo do “Orçamento Participativo” (OP) de

Role para cima