Porque deve esterilizar o seu animal de companhia

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

André Cláudio

veterinário

<b>Certificando-se que o seu animal de companhia não se reproduz, conseguiremos reduzir o número de animais errantes e eutanasiados nos Canis Municipais. </b>
Apesar de não existirem números referentes a Portugal, por exemplo nos Estados Unidos mais de 3 milhões de animais são eutanasiados anualmente em canis. Podemos pensar que estes animais são todos nascidos nas ruas ou que estão doentes. No entanto, muitos destes provêm de indivíduos com famílias que os acarinham, muitas vezes de raças puras. Talvez o cão ou gato de alguém tenha fugido de casa apenas uma vez ou talvez a ninhada tenha sido intencional, mas o esforço de encontrar lares para todos estes animais falhou.
O resultado são animais perfeitamente saudáveis eutanasiados porque existem mais cães e gatos a entrar em canis e associações protectoras do que pessoas com vontade/capacidade de lhes proporcionar amor e carinho. Mesmo que consiga encontrar lares para a ninhada do seu animal, isso significará menos pessoas disponíveis para adoptar animais dos canis ou associações. <b>A esterilização é o único método permanente e 100 % efectivo de controlo de natalidade em cães e gatos.</b>

<b>Ajude a sua Comunidade e a si próprio</b>

Os animais errantes comem do lixo, defecam e urinam pela cidade, são potenciais transmissores de doenças e podem atacar e morder. Esterilizando o seu animal, não estará a contribuir para aumentar a população destes animais sem lar.
Lembre-se que as fêmeas esterilizadas não têm cios e portanto não terá os incómodos associados ao mesmo, assim como evitará os “pretendentes” não desejados à sua porta, que surgem nestas alturas. A esterilização reduz também o risco de alguns problemas de saúde, proporcionando-lhe mais anos como seu amigo.

<b>Seguro e eficaz</b>

A esterilização é feita sob anestesia geral e, dependendo da sua idade, tamanho e saúde, poderão ser feitas análises laboratoriais para melhor antecipar quaisquer riscos provenientes da cirurgia. Não se esqueça que alguns cães e gatos podem reproduzir-se a partir dos 5-6 meses e que a cirurgia é tanto mais benéfica quanto mais cedo na vida do animal for feita. Por isso fale com o seu veterinário, que pode explicar-lhe pormenorizadamente o procedimento cirúrgico de esterilização do seu animal.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima