Câmara de Ferreira do Alentejo adopta postura prudente

Câmara de Ferreira do Alentejo adopta postura prudente

Com o cinto cada vez mais “apertado”, a Câmara de Ferreira do Alentejo está a passar por momentos de “grande dificuldade económica”.
Um quadro negro que é admitido pelo próprio presidente do Município, que em entrevista na última edição do boletim municipal “Jornal de Ferreira” revela que a autarquia, “a partir de agora”, não pode “fazer mais”.
“Se, durante o que resta deste mandato, e muito provavelmente do próximo (esteja na Câmara quem estiver) conseguirmos manter os serviços essenciais e de apoio já teremos obtido uma vitória”, afiança Aníbal Reis Costa, garantindo que “o crescimento de serviços, prestações e novos investimentos municipais têm, por ora, os seus dias contados”.
Na mira das críticas do autarca ferreirense está a “violência das medidas recentemente anunciadas” pelo Governo, que na opinião de Aníbal Reis Costa “elegeu as autarquias como ‘alvo a abater’”, como o atesta a bastante contestada Lei dos Compromissos e dos Pagamentos em Atraso.
“Tem existido um completo desrespeito e mesmo um ataque à própria autonomia do Poder Local”, argumenta o edil, lamentando os sucessivos “cortes” sentidos pela autarquia nos últimos três anos ao nível da receita.
“Se as receitas (transferências da administração central) se mantivessem a Câmara de Ferreira do Alentejo não teria dívidas”, assevera.
As dificuldades podem ser mais que muitas, mas mesmo assim Aníbal Reis Costa garante que a edilidade não vai descurar a componente social ou deixar de apoiar as famílias com mais carências.
“Os serviços que já temos à disposição, as parcerias criadas e toda a ‘rede social’ de respostas integradas permitem-nos dizer que o concelho de Ferreira do Alentejo está bem apetrechado quanto à intervenção/ acção social, tendo identificado (e estando permanentemente a fazê-lo) as situações de maior carência social no nosso concelho”, explica.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima