CIEBAL atrasado devido a problemas do empreiteiro

CIEBAL atrasado devido

A construção do novo CIEBAL – Centro de Iniciativas Empresariais do Baixo Alentejo, em Castro Verde, ainda não avançou devido a problemas com o empreiteiro.
Em entrevista à Rádio Castrense (Castro Verde), o autarca Francisco Duarte assumiu que a obra “devia ter começado em 2013”, o que não sucedeu devido a problemas relacionados com a Constrope-Congevia, Engenharia e Construção SA, empresa a quem foi adjudicada a empreitada, em Junho de 2013, por 997.356,56 euros.
“O empreiteiro que ganhou a obra não reuniu condições e anda a protelar, através de vários mecanismos legais, o início dessa obra”, vincou Francisco Duarte, não escondendo esperar “todos os dias que a situação se desbloqueie e que o empreiteiro dê início efectivo à obra”.
Segundo apurou o “CA” a Constrope-Congevia, fundada em 1992 e sediada em Belmonte, no distrito de Castelo Branco, enfrenta de momento dificuldades financeiras e tem em marcha um Processo Especial de Revitalização no Tribunal do Comércio de Lisboa.
Caso a obra do CIEBAL não avance a curto-prazo, à Câmara de Castro Verde restará, segundo o seu presidente, uma de duas possibilidades: “Ou voltamos com o processo ao princípio e lançamos um novo concurso público, ou vamos repescar [outro empreiteiro] na lista de concorrentes que estavam classificados no primeiro concurso público”.
Se tal suceder, explicou Duarte, o processo irá alongar-se um pouco mais no tempo, devido à necessidade do visto do Tribunal de Contas (TC).
“Neste momento temos o visto do TC e qualquer passagem a outro concorrente obriga a outro visto do TC. Portanto, isto vai sempre atrasar-se um bocadinho”, disse Duarte.
Francisco Duarte assumiu igualmente esperar que esta situação não coloque em causa o financiamento comunitário já garantido para obra, que considerou “essencial para a diversificação da base económica do concelho”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima