Castro Verde investe na reabilitação do património

A diretora regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, esteve nesta terça-feira, 30, no concelho de Castro Verde a convite do presidente da Câmara Municipal, António José Brito, numa visita que teve a reabilitação do património religioso local no “centro” das atenções.

Acompanhados pelo pároco Luís Miguel Fernandes, Ana Paula Amendoeira e António José Brito começaram por visitar a terceira fase das obras de requalificação da Basílica Real, um investimento superior a 50.000 euros, no âmbito do qual está a decorrer o restauro do coro alto e do nártex.

Durante a visita, a diretora regional de Cultura “reforçou a importância da Basílica Real de Castro Verde como um dos mais importantes templos religiosos do Alentejo, bem como a necessidade de uma maior atenção no sentido do investimento público”, revela a Câmara de Castro Verde em comunicado.

De acordo com a mesma fonte, “promover a reclassificação da Basílica como monumento nacional é, segundo a diretora regional, outro dos objetivos a concretizar, dado o seu imenso valor cultural e patrimonial”.

A autarquia castrense recorda que, “em breve”, será adjudicada a empreitada de requalificação do teto pintado em madeira da Basílica, num investimento de 310.000 euros, financiado por fundos comunitários e com o apoio da Somincor.

Após a visita à Basílica Real, a comitiva deslocou-se a Entradas, onde visitou a Igreja Matriz e a Ermida de Nossa Senhora da Esperança “para avaliação das próximas ações de recuperação” no exterior e interior de ambas as igrejas e “de futuros trabalhos de conservação e restauro”.

Segundo o autarca António José Brito, “o relevante avanço que neste mandato foi dado à reabilitação da Basílica Real é um exemplo de cooperação institucional e articulação entre entidades públicas” que “vai acentuar-se e prosseguir nos próximos anos em todo o concelho”.

Partilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima