Câmara quer melhor serviço dos CTT em Castro

Câmara quer

A “fragilidade do serviço” na Estação dos CTT em Castro Verde e a “irregular e tardia distribuição de correspondência” no concelho está a preocupar a Câmara Municipal local, que já solicitou reuniões com a administração da empresa postal e com o Ministério das Infra-estruturas, para exigir a reposição dos serviços com a normalidade desejada. Em paralelo, a autarquia está a preparar uma exposição sobre a situação dos CTT em Castro Verde para apresentar à ANACOM-Autoridade Nacional de Comunicações, entidade que regula o sector das comunicações, incluindo as postais.
Em comunicado enviado ao “CA”, a Câmara de Castro Verde “manifesta publicamente o seu profundo desagrado e preocupação com a acelerada degradação dos serviços dos CTT” no concelho, “que, nas últimas semanas, se agravou de modo inaceitável”.
“Neste momento, além da evidente fragilidade do serviço na Estação de Castro Verde e da irregular e tardia distribuição de correspondência nesta vila, estamos igualmente confrontados com graves problemas nas diferentes freguesias, ao ponto de a distribuição não estar a ser assegurada com normalidade. Muito longe disso”, observa a autarquia.
No comunicado, a Câmara de Castro Verde diz ainda parecer ser “claro que a empresa CTT – Correios de Portugal, sobretudo depois do incompreensível processo de privatização, tem vindo a reduzir o quadro de pessoal e, desse modo, a prejudicar claramente as populações e o seu direito a um serviço postal público de qualidade”.
“A Câmara Municipal de Castro Verde rejeita totalmente a situação com que estamos confrontados no concelho e exige à empresa CTT – Correios de Portugal que reponha urgentemente os serviços com a normalidade que todos desejamos e precisamos”, conclui o comunicado da edilidade castrense.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima