Câmara de Odemira assina contratos com juntas de freguesia

Assegurar “com eficiência e eficácia” o exercício do poder local, “alicerçados numa maior proximidade com os cidadãos”, é o grande objetivo dos autos de transferência de recursos e contratos interadministrativos assinados na passada semana entre a Câmara de Odemira e a freguesias do concelho.

Segundo a autarquia, os autos de transferência de recursos e os contratos interadministrativos assinados “representam uma transferência financeira para estas últimas superior a 2,25 milhões de euros anuais” e “permitem continuar a assegurar com eficiência e eficácia o exercício do poder local democrático, alicerçados numa maior proximidade com os cidadãos”.

A mesma fonte acrescenta que as competências transferidas “abrangem todas as freguesias do concelho e diferentes áreas de atuação”, desde a gestão e manutenção dos espaços verdes à limpeza das vias e espaços públicos, sarjetas e sumidouros ou a gestão e manutenção de feiras e mercados.

A realização de pequenas reparações nos estabelecimentos de educação pré-escolar e do primeiro ciclo de ensino básico, a autorização da atividade de exploração de máquinas de diversão, a utilização e ocupação da via pública, a limpeza de praias, a limpeza de bermas e matos, a manutenção de equipamentos municipais, a cobrança de água, os transportes escolares ou a recolha de monos são outras das competências transferidas pela Câmara de Odemira para as juntas de freguesia.

Na cerimónia de assinatura dos documentos, o vice-presidente da autarquia, Ricardo Cardoso, recordou que esta colaboração “é uma ferramenta de extrema importância para que em conjunto se possa prestar um melhor serviço à população”.

“Num território com as características do concelho de Odemira, sem a colaboração das freguesias seria difícil chegar de forma eficaz a todo o lado”, acrescentou o edil, esperando que este acordo “seja mais eficiente e vantajoso”, permitindo que a qualidade de vida no território “seja ainda melhor para quem nele reside e possa cativar a fixação de novos residentes, especialmente nas freguesias do interior do concelho”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima