APA solicita libertação de água para caudal do Mira

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) solicitou à Associação de Beneficiários do Mira (ABM) a libertação de água da albufeira de Santa Clara para o caudal ecológico do rio Mira, no concelho de Odemira.

Segundo adianta a Agência Lusa, o pedido foi enviado na semana passada, após responsáveis daquele organismo terem verificado que o “abaixamento do nível” naquele espelho de água, junto à barragem de Santa Clara, pode conduzir a “uma situação preocupante” do ponto de vista de saúde pública e salubridade.

Trata-se de “uma situação preocupante do ponto de vista da saúde pública e de salubridade”, que pode conduzir  “à produção de cheiros, odores, insetos” e até à “morte de peixes”, afiança o diretor da Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Alentejo, da APA, André Matoso.

Entretanto, o Bloco de Esquerda (BE) requereu uma audição urgente no Parlamento de diversas entidades sobre a gestão da água da albufeira de Santa Clara.

Os bloquistas querem que sejam ouvidos na Comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território responsáveis pelo movimento “Juntos pelo Sudoeste”, ABM, APA, Junta de Freguesia de Santa Clara-a-Velha, Administração da Região Hidrográfica do Alentejo e Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Alentejo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima