Alentejo vai ter novo guia dos recursos artísticos

Alentejo vai ter novo

Um guia com a listagem dos profissionais de sectores ligados às áreas criativas e às artes no Alentejo vai ser lançado em breve pela Direcção Regional de Cultura.
A iniciativa intitula-se "Guia-Roteiro dos Recursos Artísticos do Alentejo" e a edição impressa deverá ser lançada “entre Março e Abril”, revela à Agência Lusa Helen Rocha, da Direcção Regional de Cultura (DRCAlen).
“Este projecto nasce da necessidade de partilhar com toda a região e com os artistas as profissões que são afins das áreas criativas e das artes, para que se sabia o que existe no Alentejo”, explica.
O trabalho, que arrancou no final de 2012, a cargo da DRCAlen e da empresa Categoria À Parte, inclui também uma base de dados online, em www.artealentejo.org, que já conta com “perto de 400 entradas”.
A motivação, segundo Helena Rocha, foi a de suprir necessidades detectadas na região, por parte dos artistas e estruturas culturais que escolhem o Alentejo para realizar projectos ou residências artísticas.
“As residências artísticas têm aumentado no Alentejo, assim como as estruturas culturais que escolhem a região para se fixar. Mas, se não conhecem alguém no terreno que faça algum serviço ou que lhes forneça uma matéria-prima ou recurso artístico, torna-se muito difícil finalizarem o projecto”, diz.
Daí que, até porque “algumas profissões não estão bem divulgadas”, tenha surgido a ideia deste inventário para “facilitar o trabalho artístico e de criatividade de quem procura o Alentejo para as artes”, sublinha.
O trabalho, numa primeira fase, assentou nos dados fornecidos pelas câmaras municipais de toda a região, seguindo-se um levantamento efectuado no terreno, concelho a concelho.
Agora, até 16 de Fevereiro, todos os profissionais e empresas interessados em constar do guia em papel podem inscrever-se voluntariamente no projecto, acedendo à página de Internet do mesmo.
O inventário vai incluir informação sobre fornecedores de serviços para galerias, museus, recursos autárquicos na área das artes plásticas, cooperativas e associações, empresas, artesãos, designers e profissionais dos sectores da comunicação e divulgação, entre outros.
“É todo um rol de profissões necessárias para as áreas artísticas, por exemplo um ferreiro, um carpinteiro, alguém que faça figurinos ou uma empresa que possa fornecer matéria-prima para uma escultura”, indica Helena Rocha.
A descrição da actividade, informações, contactos e observações de empresas e profissionais são alguns dos dados a que já se pode aceder na base de dados na Internet e que vão constar do roteiro em papel.
O intuito, segundo a DRCAlen, é atrair à região e ajudar artistas plásticos, coleccionadores, curadores, galeristas, estudantes, críticos e pesquisadores que venham desenvolver actividades no Alentejo.
“Queremos mostrar que aqui existem serviços e que existe toda uma série de profissões com que os artistas podem contar. O Alentejo pode acolhê-los porque vão ter todos esses serviços à sua disposição”, realça Helena Rocha.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima