Alemão que incendiou Fluvial Odemirense condenado

O alemão acusado de furto e incendiar as instalações do Clube Fluvial Odemirense, em Odemira, em outubro de 2021, foi condenado nesta segunda-feira, 20, no Tribunal de Beja, a seis anos e seis meses de prisão.

Na sessão de leitura do acórdão, a juíza que presidiu ao coletivo de juízes disse que o arguido foi absolvido da prática de um crime de incêndio, mas condenado por um crime de furto qualificado, a dois anos e seis meses de prisão, e um crime de dano qualificado, a cinco anos de prisão.

Em cúmulo jurídico, o cidadão alemão, Markolf Ipfelkofer, de 35 anos, foi condenado a uma pena única de seis anos e seis meses de prisão.

O coletivo de juízes condenou ainda o arguido ao pagamento de duas indemnizações: uma de cerca de 108 mil euros ao Clube Fluvial Odemirense, pelos danos causados e material perdido no fogo, e outra na ordem dos 70 mil euros à Câmara de Odemira, a proprietária do edifício e que, após o incêndio, teve de proceder a obras.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima