Advogada de Mértola acusada de falsificar documentos conhece sentença

Advogada de Mértola acusada de falsificar documentos conhece sentença

Uma advogada acusada de ter falsificado quatro certidões e um alvará de licença, que deviam ter sido emitidos pela Câmara Municipal de Mértola, conhece esta quarta-feira, 26, o acórdão do tribunal daquela vila.
A leitura do acórdão do colectivo de juízes, marcada para as 11h30, acontece pouco mais de um mês após o início do julgamento de Cecília Palma, de 45 anos, acusada de cinco crimes de falsificação de documento.
Na segunda e última sessão do julgamento, a advogada, que tinha faltado à primeira sessão, alegando motivos de doença, escusou-se a falar e o magistrado do Ministério Público, o responsável pela acusação, e a defesa apresentaram as alegações finais.
O magistrado do Ministério Público pediu a condenação da arguida pelos cinco crimes, alegando que os factos foram provados, e a defesa pediu a absolvição, argumentando não ter sido provado que foi a advogada que praticou os factos de que é acusada.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima