2,3 milhões para cuidados continuados em Portalegre

2

Cinco instituições do distrito de Portalegre integradas na Rede Nacional de Cuidados Continuados receberam mais de 2,3 milhões de euros, na sequência de protocolos com a Segurança Social e Ministério da Saúde.

Os protocolos, assinados esta quarta-feira, 15, têm a duração de um ano e abrangem um universo de 111 utentes, tendo a Segurança Social atribuído uma verba superior a 1,2 milhões de euros e o Ministério da Saúde mais de 1,1 milhões de euros.
“Estes protocolos são uma continuidade daquilo que estávamos a pagar. Não houve cortes nesta matéria”, diz à Agência Lusa o director dos serviços da Segurança Social de Portalegre, João Carlos Laranjo.
Os protocolos foram assinados com a Santa Casa da Misericórdias de Alter do Chão, Santa Casa da Misericórdia de Arronches, Centro Social Paroquial de São Tiago em Urra, Cruz Vermelha Portuguesa – Núcleo de Elvas e Associação Cultural e de Desenvolvimento da Beirã (Marvão).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima