Reguengos de Monsaraz candidata a Cidade Europeia do Vinho 2015

Reguengos de Monsaraz candidata

Reguengos de Monsaraz, assim como as regiões da Bairrada e de Monção/ Melgaço, apresentou uma candidatura ao concurso Cidade Europeia do Vinho 2015, que irá “projectar internacionalmente um território vitivinícola português”, refere a Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV).
Segundo o presidente da AMPV, Pedro Magalhães Ribeiro, as regiões de vinho, em Portugal, “são territórios que sofrem do estigma da ruralidade, mas não têm que estar associados ao sub-desenvolvimento”.
“A alma do vinho é tão forte, que serve de alavanca na economia e no desenvolvimento de cada território”, diz.
Segundo o presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, “a produção de vinho é o principal sector da economia local, com uma facturação de 40 a 45 milhões de euros na totalidade de todos os produtores”.
De acordo com o presidente da AMPV, “seja qual for a decisão, Portugal estará bem representado, porque são todos vinhos de excelência”.
Iniciativa da AMPV e da Rede Europeia das Cidades do Vinho (RECEVIN), o concurso Cidade Europeia de Vinho visa distinguir, anualmente, uma cidade símbolo do desenvolvimento vitivinícola a nível europeu, tendo um carácter rotativo entre os diversos países que fazem parte da rede.
Segundo a ordem estabelecida, a edição de 2015 do evento foi entregue a Portugal, sendo que nos anos anteriores a organização coube a Palmela, Marsala (Itália) e Jerez de la Frontera (Espanha).
O resultado da avaliação das candidaturas será publicado entre Outubro e Novembro e a cidade escolhida acolherá a cerimónia de entrega do título em Fevereiro de 2015.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima