Regimento de Cavalaria de Estremoz celebra 307 anos

Regimento de Cavalaria de

A cerimónia militar comemorativa do Dia da Arma de Cavalaria e dos 307 anos do Regimento de Cavalaria 3 (RC3) vai decorrer esta quinta-feira, 18, em Estremoz.
O RC3, a unidade mais antiga em actividade do Exército Português, está instalado em Estremoz há 139 anos, desde 5 de Abril de 1875.
A cerimónia militar, marcada para as 11h00, no Rossio Marquês de Pombal, assinala o dia da unidade, que tem origem na participação do RC3 na batalha de Fuente de Cantos, da Guerra Peninsular.
O programa comemorativo dos 307 anos do RC3 inclui outras actividades de âmbito cultural e desportivo, como a exposição "Fortificações Militares", na sala do Capítulo, no RC3, que fica patente ao público até 2 de Outubro.
No âmbito do programa, estão agendadas para a próxima sexta-feira as actuações da Reprise da Escola de Mafra, às 21h00, e da Orquestra Ligeira do Exército, às 22h30, no Rossio Marquês de Pombal.
O RC3 foi a unidade que mobilizou o maior número de militares para a guerra nas antigas colónias portuguesas, cerca de 42 mil homens, integrando 42 batalhões e 18 companhias, e a que registou o maior número de mortos – 485.
Considerada uma das unidades militares mais influentes na revolução do 25 de Abril de 1974, o RC3 participou com um Esquadrão de Reconhecimento, comandado pelo capitão Andrade Moura, com 120 homens, nas movimentações militares que derrubaram a ditadura.
O Regimento de Cavalaria 3 "Dragões de Olivença" tem origem numa das mais antigas unidades do Exército, fundada em 1707, em Olivença, e participou também na Guerra Peninsular e na I Guerra Mundial.
O dia da unidade é celebrado, habitualmente, a 15 de Setembro, data em que decorreu a Batalha de Fuente de Cantos, em 1810.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima