Qatar, China e Japão atentos a Alqueva

Qatar

O projecto agrícola associado ao Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva está a suscitar bastante interesse em investidores de países como o Qatar, China ou Japão.
Segundo a edição de sábado, 23, do semanário “Expresso”, o Governo – através dos ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Agricultura – e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal estão a promover uma série de contactos com as embaixadas destes países, havendo sinais bastante animadores sobre possíveis investimentos estrangeiros na região.
No caso do Qatar, os representantes diplomáticos deste país já receberam um vídeo da EDIA acerca das potencialidades da região e sobre a mesa estão possíveis investimentos na área agro-alimentar, nomeadamente em produtos como a batata, a cenoura ou a cebola.
A China está também atentas às oportunidades criadas pelo Alqueva, tendo a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, reunido recentemente com o vice-primeiro-ministro chinês no sentido de serem traçadas acções conjuntas na área da agricultura.
Finalmente, o interesse do Japão no Alqueva surge pela mão de uma empresa agro-industrial nipónica, que de momento procura oportunidades para o cultivo do tomate.
Além destes três países, o Governo procura também captar investimento para Alqueva em Moçambique e no norte da Europa.
Com projectos já no terreno estão uma multinacional farmacêutica britânica (produção de papoilas brancas para morfina) e uma empresa espanhola (que produz cebolas para a multinacional McDonald’s).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima