PSD de Odemira contra aumento de taxas de florestação no concelho

PSD de Odemira contra aumento

O PSD de Odemira acusa a Câmara Municipal local de “falta de bom senso” por ter agravado as taxas relacionadas com processos de florestação e reflorestação no concelho.
De acordo com os sociais-democratas, a medida, aprovada na Assembleia Municipal de Odemira no passado dia 28 de Fevereiro, vai “recair sobre os pequenos e médios empresários” que escolhem o interior do concelho para “desenvolver a sua actividade económica, contribuindo assim para a criação de empregos e fixação de famílias em territórios de baixa densidade populacional”.
Nesse sentido, o PSD de Odemira “lamenta a falta de bom senso e a ausência de propostas de desenvolvimento económico para Odemira por parte do executivo camarário”, que “não compreende que a floresta é um recurso que se utiliza para tornar mais rentáveis terras de baixa produtividade”.
“Com um agravamento em taxas de abertura de processo e emissão de licença até 50 hectares (para espécies de rápido crescimento) no valor total de 2.300 euros, muitos senão a grande maioria dos pequenos e médios produtores que sobrevivem dos recursos florestais, certamente irão pensar duas vezes antes de investir ou reinvestir no concelho de Odemira, o que vai resultar no abandono das terras por parte dos proprietários e consequente desertificação das aldeias que vivem dessa economia florestal”, argumentam os responsáveis laranja.
Paralelamente, os sociais-democratas de Odemira desafiam o executivo liderado pelo socialista José Alberto Guerreiro a “ir mais além do que o mero debate de ideias sobre o qual se pretende preparar o documento de construção estratégica de desenvolvimento económico de Odemira”, que deverá ser apresentado no próximo mês de Agosto.
“Os odemirenses precisam de soluções concretas e não de meros ‘castelos de areia’ apregoados pelos sucessivos executivos camarários socialistas desde 1997”, conclui o PSD.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima