PS de Castro quer espaço desportivo no Centro Escolar 2

PS de Castro quer espaço

Os eleitos do PS em Castro Verde defendem a construção de um campo polidesportivo descoberto no Centro Escolar 2 da vila, que é frequentado por cerca de 160 crianças.
A ideia foi revelada esta quinta-feira, 18, após a visita dos socialistas ao Centro Escolar 2 e vai ser apresentada pelo PS para ser inscrita no Orçamento e Grandes Opções do Plano de 2015 da Câmara de Castro Verde.
Em declarações aos jornalistas após a visita, o vereador António José Brito justificou a proposta com o facto do Centro Escolar 2 ter uma componente lectiva de educação física, mas estar “relativamente distante de todos os equipamentos para a prática desportiva existentes na vila”, o que não sucede com as outras escolas do agrupamento.
“Considerando que a Câmara Municipal tem melhorado e criado equipamentos desportivos – e ainda recentemente investiu cerca de 134 mil euros no campo de jogos de areia –, não se compreende, portanto, que os alunos do Centro Escolar 2 não beneficiem de um espaço polidesportivo descoberto na área circundante do edifício”, acrescentou o vereador.
A criação de uma bolsa de livros escolares vai igualmente ser proposta pelo PS em sede de orçamento municipal de 2015, adiantou António José Brito, explicando que o projecto visa “assegurar uma maior longevidade ao manual escolar, não o esgotando a partir da utilização num único ano lectivo”.
“Julgamos que faz todo o sentido aumentar a vida útil dos manuais escolares e, além da questão económica, cumprir objectivos de natureza social e ambiental”, sublinhou o eleito do PS, argumentando que o processo “deve se coordenado e dinamizado à escala do concelho pelo Gabinete de Acçao Social da Câmara Municipal, envolvendo também as bibliotecas escolares e a biblioteca municipal”.
Finalmente, os socialistas aproveitaram a visita ao Centro Escolar 2 para relembrar que em Abril propuseram, em reunião de Câmara, atribuir ao equipamento o nome do falecido médico local Francisco Alegre, o que ainda não sucedeu.
“A proposta foi aprovada por unanimidade na Câmara Municipal com o compromisso de haver uma partilha desta decisão com a comunidade escolar. Mas até hoje, passados cinco meses, nada foi feito”, lamentou António José Brito, que incentivou a autarquia a “promover a conclusão deste processo”.
“Na nossa opinião, as celebrações do 41º aniversário do 25 de Abril, em 2015, serão um momento muito apropriado e honroso para promover a justa homenagem ao dr. Chico Alegre”, concluiu.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima