PS de Aljustrel contesta encerramento de serviços públicos no interior

PS de Aljustrel contesta encerramento de serviços públicos no interior

O PS de Aljustrel promete “um combate responsável e firme” contra o encerramento de serviços públicos nos territórios do interior de baixa densidade, como é o caso dos concelhos do Baixo Alentejo.
A posição dos socialistas do concelho mineiro surge num comunicado onde criticam algumas das medidas anunciadas pelo Governo PSD/ CDS-PP, nomeadamente o processo de extinção de freguesias, o encerramento de tribunais, repartições de finanças, conservatórias e delegações de forças de segurança ou a constituição de mega-agrupamentos escolares.
“Não contestamos a necessidade de reorganizações e mudanças que aliem eficácia social e rentabilização de recursos. Mas o que está em curso é avulso, descoordenado, apenas tendo em conta a densidade populacional e desertificador de vastos territórios e suas gentes, numa senda persecutória que destruirá qualquer possibilidade de coesão social e territorial”, sublinha o comunicado do PS de Aljustrel, que considera estas medidas como “um ataque feroz” à região.
Nesse sentido, os socialistas aljustrelenses prometem “um combate responsável e firme que una as pessoas” e as comunidades locais “em torno de processos que nos garantam um desenvolvimento sustentável com qualidade de vida e futuro para os nossos jovens e gerações vindouras”.
“Não desistimos da nossa região! Queremos que as nossas ‘gentes’ mantenham e adquiram o que lhes é de direito! Acreditamos que juntos podemos batalhar e vencer! Estaremos, pois, disponíveis e mobilizados para incorporar e activar os necessários movimentos sociais que derrotem estes ‘crimes de lesa pátria’”, conclui o comunicado do PS.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima