Peixe do rio vai estar “à prova” no Pomarão

Valorizar os produtos que o rio Guadiana oferece é o grandes objetivo do Festival do Peixe do Rio, iniciativa que a Câmara de Mértola promove neste fim-de-semana, dias 9 e 10 de abril, no antigo porto mineiro do Pomarão, depois de anos de “ausência”.

A 18ª edição do evento é promovida pela Câmara de Mértola, em colaboração com diversas associações e instituições do concelho, e visa, em simultâneo, “homenagear as gentes” que trabalham no Guadiana, “bem como as gerações de descendentes de homens e mulheres” que “permitem que essa memória e tradição perdurem no tempo e não caia em esquecimento”.

Por tudo, o presidente da autarquia espera um certame com “casa cheia”. “As expetativas são muito altas. O festival tem a sua especificidade própria, numa lógica de valorização de um sítio como o Pomarão, mas também de um património que é a pesca tradicional”, diz Mário Tomé ao “CA”.

O eleito socialista acrescenta que a edição de 2022 do Festival do Peixe do Rio assinala, igualmente, “o ‘pontapé de saída’ na retoma da normalidade”, depois de dois anos marcados pela pandemia de Covid-19.

O certame arranca às 9h00 de sábado, 9 de abril, com a 18ª edição do Troféu Festival Peixe do Rio em pesca desportiva, que vai decorrer na barragem do Chança.

A feira propriamente dita “abre portas” às 11h30, estando a inauguração oficial prevista uma hora depois.

Pelas 13h30 está prevista animação musical com o grupo “De Pantanas”, seguindo-se, durante a tarde, as atuações do Grupo Coral da Mina de São Domingos (15h00), “Al-Canti” (17h00) e “De Moda em Moda” (19h30). Às 22h30 sobem ao palco os conhecidos Irmãos Verdade, com a festa a terminar pelas 24h00, com um espetáculo de fogo-de-artifício.

No domingo, 10, o programa arranca às 11h00, no Centro de Interpretação do Pomarão, com uma oficina de cozinha com elementos do projeto “A Cozinha da Avó”.

A partir das 13h00 há música na feira, com as atuações do grupo “Somos Alentejo” (13h00), do Grupo de Cantares de Moreanes (15h00), do Rancho Folclórico de Faro (16h00) e, a fechar a festa, do conjunto “Reencuentro Flamenco” (18hh0).

Ao longo dos dois dias de festival haverá insufláveis para os mais novos, enquanto o projeto “Mértola/ Ambiente Global” irá dinamizar jogos pedagógicos e ateliers de arte reciclada para crianças.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima