Pedidos de apoio social à Câmara aumentam em Ourique

Pedidos de apoio social à

Os pedidos de apoio social junto dos serviços da Câmara de Ourique por parte da população têm aumentado nos últimos meses, reconhece ao “CA” o presidente da autarquia.
De acordo com Pedro do Carmo, o número de pedidos de apoio “aumenta significativamente todos os dias”, sobretudo devido à “perda de trabalho e de rendimentos”, à “redução ou cessação de benefícios sociais por parte do Estado”, ao “aumento do custo de vida” e à “impossibilidade de conseguirem fazer parte às despesas mínimas”.
“É [uma situação] muito preocupante e dramática. Mesmo muito dramática, pois em alguns casos somos impotentes para ajudar as pessoas. E essa é a maior amargura em todo este processo”, acrescenta o edil do PS.
Perante estas dificuldades, a Câmara de Ourique decidiu reforçar em 2013 os apoios sociais em 20%.
“Embora o Município de Ourique seja das autarquias em Portugal com um dos mais completos programas de apoios sociais decidimos reforçar essa verba, porque as dificuldades das pessoas também se agravaram. É muito fácil o discurso de que se vão cortar milhões de euros em medidas sociais, em cuidados de saúde, em transportes, etc. Mas a realidade o Governo não a quer descrever: é que o custo desses cortes reflectem-se na vida das pessoas, nas crianças que deixam de ter refeições, nos idosos sem dinheiro para medicamentos. E a nossa responsabilidade de governação local responsável é corresponder a essas dificuldades com soluções e jamais com resignação”, justifica Pedro do Carmo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima