PCP denuncia aumento do desemprego no Litoral Alentejano

PCP denuncia aumento do

O PCP está preocupado com o "aumento significativo” do desemprego no Litoral Alentejano, desde o último trimestre do ano passado.
"O elevado índice de desemprego que se regista na zona deve-se à suspensão de grandes obras que estavam em curso, nomeadamente a construção da A26, e ao facto de algumas empresas anunciadas para o complexo industrial de Sines não se terem chegado a implantar", disse à Agência Lusa Manuel Valente, da Direção da Organização Regional do Litoral Alentejano (DORLA) do PCP.
O dirigente comunista referiu ainda que “muitas pequenas empresas fecharam” na zona, levando jovens a emigrar e fazendo com que, actualmente, a taxa de desemprego no conjunto dos cinco concelhos do Litoral Alentejano (Sines, Grândola, Alcácer do Sal, Santiago do Cacém e Odemira) seja “superior à média nacional”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima