Páscoa enche hotéis do Alentejo

Páscoa enche hotéis do Alentejo

As principais unidades hoteleiras do Alentejo estão quase cheias ou com perspectivas de virem a lotar no fim-de-semana prolongado de Páscoa e há mesmo algumas já lotadas.
Numa ronda efectuada pela Lusa, foi possível apurar que há oscilações entre os 50 e os 100% nas taxas de ocupação, mas são as unidades com mais estrelas que já estão lotadas ou quase e algumas esperam lotar, tendo em conta reservas de última hora.
"Alentejo e Páscoa continua a ser um casamento perfeito", disse à Agência Lusa o presidente da Turismo do Alentejo, Ceia da Silva, referindo que, "em termos médios", a ocupação das unidades hoteleiras na região "ronda os 85%" e sobretudo com famílias portuguesas.
No entanto, "em termos globais", as reservas de última hora actualmente equivalem "a 30% das reservas" e, por isso, os hotéis que ainda estão com taxas de ocupação na ordem dos 50% "vão provavelmente esgotar" na Páscoa, admitiu.
Com as reservas de última hora "podemos ter uma Páscoa com unidades muito próximas da lotação esgotada, havendo algumas, sobretudo as de quatro e de cinco estrelas, já cheias", disse.
Por outro lado, as unidades com menos estrelas registam taxas de ocupação menores, o que "é natural e um efeito da crise na capacidade financeira da classe média", disse Ceia da Silva.
No Baixo Alentejo, o Clube de Campo Vila Galé, perto de Beja, está lotado para o fim-de-semana de Páscoa e a maioria dos clientes são famílias portuguesas.
A Pousada de São Francisco, em Beja, regista uma taxa de ocupação média a rondar os 60% para o fim-de-semana, a maioria clientes portugueses, havendo alguns holandeses e alemães, mas espera esgotar com reservas de última hora.
O BejaParque Hotel, o único de quatro estrelas da cidade, está com uma taxa de ocupação de 50% para o fim-de-semana de Páscoa, sendo a maioria dos clientes famílias portuguesas e "cerca de 10%" espanhóis.
Os dois hotéis de três estrelas da cidade, o Melius e o Francis, estão com taxas de ocupação de 50% para o fim-de-semana, sendo a maioria dos clientes famílias portuguesas.
Por sua vez, no Litoral Alentejano, para o fim-de-semana de Páscoa, os empreendimentos Duna Parque e HS Milfontes Beach, em Vila Nova de Milfontes, estão com lotação quase esgotada, mas para tal foi preciso baixar "consideravelmente" os preços.
A ocupação do Aqualuz Suite Hotel Apartamentos, em Tróia, ronda os 75%, mas poderá chegar aos 100% se o tempo ajudar.
Em Sines, o Hotel Dom Vasco não espera uma ocupação além dos 60%, o que representa uma redução de 15% em relação ao ano passado.
Nestas unidades, a maioria dos clientes é portuguesa, embora haja reservas de estrangeiros, sobretudo ingleses e dinamarqueses em Milfontes e suecos em Tróia.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima