Ourique: António José Seguro acusa Governo de desistir de Portugal

Ourique: António José Seguro acusa Governo de desistir de Portugal

O secretário-geral do PS alertou este domingo, 29, que "não é o momento" para "desavenças" entre a Presidência da República e o Governo, mas sim para "concentrarmos todos os esforços" com o objectivo de "resolver" a actual crise.
António José Seguro falava aos jornalistas após ter encerrado o encontro de autarcas socialistas "Visão e Ambição para o Poder Local", promovido em Ourique pela concelhia local do PS.
Na sua intervenção na sessão de encerramento, António José Seguro acusou o Governo PSD/CDS-PP de ser um Executivo "de braços caídos", que "desistiu" de Portugal e "está a matar os sonhos dos portugueses".
"Este Governo é um Governo de braços caídos. É um Governo que só aplica o programa da ‘troika’. É um Governo que desistiu, há muito, de Portugal. Este Governo está a matar os sonhos dos portugueses. Não está a dar esperança aos jovens portugueses. Isto é inaceitável", disse.
Segundo José António Seguro, Portugal precisa, como "caminho alternativo", de "uma agenda para o crescimento económico e o emprego", o que implica "medidas e políticas nacionais e ao nível europeu".
Para o líder do PS, "em momentos e crise não há tempo a perder, tem que ser ter lucidez, tem que se olhar para os indicadores e perceber que esta receita que o Governo está a aplicar é errada, que a austeridade não é solução", defendeu.
"Se hoje fosse primeiro-ministro também tinha que adoptar medidas de austeridade", mas "queria ter, pelo menos, mais um ano para consolidar as nossas contas públicas", disse, referindo que "o problema" da austeridade aplicada pelo Governo "está na dose e no ritmo".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima