Orçamento para 2021 aprovado em Castro Verde

Câmara de Castro Verde
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Assembleia Municipal de Castro Verde aprovou na passada terça-feira, 15, as Demonstrações Orçamentais da Câmara Municipal para o ano de 2021, no valor de 18.530.000 euros, quase mais 3,3 milhões que este ano. Depois de já ter sido aprovado pelo executivo municipal, liderado pelo socialista António José Brito, na Assembleia Municipal, a maioria é comunista, o documento mereceu os votos favoráveis dos deputados municipais do PS e a abstenção dos eleitos da CDU.
Tal como o “CA” já tinha adiantado na sua última edição, a 4 de Dezembro, em 2021 a Câmara de Castro Verde “quer afirmar dinâmicas muito relevantes, traduzidas em grandes obras que vão começar em breve, num volume de investimento que atinge 7,1 milhões de euros”.
Em comunicado, a autarquia destaca como projectos “mais significativos” do orçamento para 2021 “a requalificação da Escola Secundária, a construção da Zona de Actividades Económicas, o alargamento do cemitério de Castro Verde, a construção da Casa Mortuária de Entradas, e as requalificações urbanas, com renovação total da rede de águas, da Rua da Batalha e Rua da Aclamação, Largo Vítor Prazeres e Rua António Francisco Colaço”.
A par destas, a Câmara de Castro Verde vai igualmente avançar com a construção do novo parque de estacionamento do Santo, “que dará resposta a serviços como o Conservatório Regional do Baixo Alentejo e o Museu da Lucerna, além dos residentes naquela zona”.
No próximo ano a autarquia castrense vai ainda assumir “a transferência financeira anual de 552.715 euros para as juntas de freguesia do concelho”.
“Comparativamente com 2020, este valor contempla um aumento de 7.500 euros para cada junta, destinado à concretização de investimento. Ao mesmo tempo, haverá um aumento de oito por cento nos contratos inter-administrativos”, acrescenta a Câmara de Castro Verde, sublinhando que “no total” está “a reforçar em mais 59.500 euros os valores transferidos para as juntas de freguesia”, além de “ceder em permanência um total de 10 funcionários”.

Opinião

Carlos Pinto

8 de Janeiro, 2021

Entrar em 2021 de “pé esquerdo”

Vítor Encarnação

8 de Janeiro, 2021

Casa do Alentejo

Carlos Pinto

18 de Dezembro, 2020

Pessimismo ou optimismo?

Napoleão Mira

18 de Dezembro, 2020

Um conto de Natal quase verdadeiro

Carlos Pinto

4 de Dezembro, 2020

Uma iniciativa exemplar

Vítor Encarnação

4 de Dezembro, 2020

Corações

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima