Odemira. Governo lança apoio para alimentação de gado em zonas afetadas por incêndio

A ministra da Agricultura assinou esta segunda-feira, 30, um despacho que determina o mecanismo de apoio para a compra e venda de alimentação animal nas freguesias de Odemira e de mais quatro concelhos algarvios, na sequência dos incêndios ocorridos entre 16 e 19 de agosto.

Segundo o Governo, “além das perdas materiais, uma grande percentagem de terrenos agrícolas destinados à pastagem animal, bem como locais de guarda de alimentos animal, designadamente palheiros, foram consumidos pelo fogo, fazendo com que os animais de produção ficassem sem alimentos”.

Nesse sentido, o despacho assinado pela ministra Maria do Céu Antunes “pretende apoiar os produtores que não têm meios de alimentar os seus animais, através da aquisição e entrega direta de alimentação animal de emergência”, nomeadamente feno e ração para animais e açúcar e melaço para alimentação das colónias de abelhas.

O Ministério da Agricultura adianta que “são elegíveis para beneficiarem do presente mecanismo de apoio as explorações pecuárias de bovinos, ovinos e caprinos, bem como as explorações apícolas”, sendo a sua dotação máxima “30.000 euros”.

De acordo com o despacho, caberá às direções regionais de Agricultura e Pescas do Algarve e do Alentejo a distribuição dos alimentos para os animais, enquanto que a Direção Geral de Alimentação e Veterinária, através dos seus serviços desconcentrados, “prestará apoio na distribuição dos alimentos, identificando as necessidades dos produtores pecuários e dos apicultores”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima