Mértola é “capital da caça” até domingo

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Mesmo sendo tempo de pandemia, Mértola continua a ser a “capital da caça”! Um “estatuto” assinalado ao longo deste fim-de-semana, 23 a 25 de Outubro, com a realização da 11ª edição da Feira da Caça, promovida pela Câmara Municipal local e que vai decorrer no novo Pavilhão Multiusos da “vila-museu”.
“Os caçadores têm um grande carinho por Mértola e por esta feira e sei que grande parte do público da feira vão ser os caçadores”, antevê o presidente da autarquia em declarações ao “CA”. “Esperamos uma afluência bastante reduzida comparativamente com as edições anteriores da feira, mas tenho a expectativa que possamos ter uma participação razoável”, acrescenta Jorge Rosa.
Segundo o edil mertolense, a Câmara Municipal decidiu manter a realização do evento, que visa promover as potencialidades turísticas e económicas do património cinegético do concelho, devido à sua consolidação no calendário nacional e, também, para dinamizar a economia local.
“Sendo Mértola a ‘Capital Nacional da Caça’, sentimos que há alguma responsabilidade para com a caça, para manter a imagem que foi criada a muito custo e com muito trabalho durante estes anos. Por isso decidimos fazer o evento, sabendo que será um evento diferente do normal”, diz Jorge Rosa, anunciando que ao longo destes três dias serão cumpridas escrupulosamente todas as regras de segurança exigidas pelas autoridades de Saúde.
Nesse sentido, continua o autarca, “há um conjunto de regras muito apertado, diria de tolerância zero, que vamos manter na feira para que haja um risco mínimo de possibilidade de contágio”.
Entre as medidas de prevenção, Jorge Rosa destaca a existência de dois pórticos de desinfecção à entrada do certame, “onde toda a gente que entre na feira vai ter de passar e leva uma nebulização com líquido desinfectante em toda a roupa”.
A par das regras associadas à Covid-19, a Feira da Caça de Mértola de 2020 fica igualmente marcada pela utilização, pela primeira vez, do novo Pavilhão Multiusos da “vila-museu”, obra recentemente concluída depois de um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros por parte da Câmara Municipal.
“É uma experiência e um primeiro teste ao espaço, para todos percebermos como é que ele vai funcionar com os nossos eventos”, frisa Jorge Rosa, garantindo que a inauguração do pavilhão terá lugar noutro momento ainda a agendar. “Dada a importância do investimento e como vem colmatar uma lacuna enorme que Mértola tinha, aquele espaço merece uma inauguração diferente, com programa próprio, que há-de acontecer posteriormente, assim que houver condições de segurança perante a pandemia que vivemos”, garante Jorge Rosa.

A Feira da Caça de Mértola de 2020 fica igualmente marcada pela utilização, pela primeira vez, do novo Pavilhão Multiusos da “vila-museu”, obra recentemente concluída depois de um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros por parte da Câmara Municipal.

A edição deste ano da Feira da Caça de Mértola vai ter um programa mais reduzido, sem espectáculos ao vivo ou a habitual secção de gastronomia.
Na sessão de inauguração da feira, agendada para esta sexta-feira, 23, vai estar a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, e os deputados socialistas Telma Guerreiro e Pedro do Carmo. Para domingo, 25, está igualmente confirmada a presença no certame do secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches, coordenador da situação de calamidade na região do Alentejo no âmbito do combate à pandemia.

Para sábado, 24, está prevista uma montaria de javalis, veados e gamos (a partir das 8h00, com concentração em Ledo) e a primeira etapa da final do Campeonato Nacional de Santo Humberto (na Zona de Caça Municipal).
Na manhã de domingo, 25, realiza-se a segunda etapa da final do Campeonato Nacional de Santo Humberto, uma largada de perdizes, faisões, patos e pombos (8h00) e a oitava edição do Campeonato Nacional de Caça de Salto “Fernando Pereira” (8h30 no Moinho do Monte Novo).

Opinião

Napoleão Mira

16 de Abril, 2021

De olhos em bico III

Carlos Pinto

16 de Abril, 2021

Uma década de aeroporto

Carlos Pinto

1 de Abril, 2021

O elogio da agricultura

Vitor Encarnação

1 de Abril, 2021

Na minha estante

José Francisco Encarnação

22 de Março, 2021

Opções

Carlos Pinto

19 de Março, 2021

Um problema de futuro!

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima