Manifesto exige retoma das obras no IP8 e do IP2

Manifesto exige retoma

A Cimbal, o NERBE e a Turismo do Alentejo aprovaram um manifesto pelo desenvolvimento regional, onde voltam a exigir a conclusão das obras no IP8 e no IP2.
No documento assinado pelos respectivos presidentes – João Rocha (Cimbal – Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo), Filipe Pombeiro (NERBE) e Ceia da Silva (Turismo do Alentejo) –, as três entidades criticam a “falta de estratégia demonstrada nas políticas nacionais no que diz respeito às infra-estruturas regionais fundamentais”, caso do IP8 e do IP2, que “ficaram por concluir” e apresentam actualmente “condições péssimas de circulação”.
“Estas vias de comunicação […] são de grande importância para a promoção do desenvolvimento económico-social da região, reforçando a eficácia dos três projectos estruturais que são o porto de Sines, o aeroporto de Beja e Alqueva”, frisa o manifesto, argumentando que “a potenciação destes projectos requer a dinamização de uma rede de serviços e estruturas de ligação entre as actividades económicas e as infra-estruturas de mobilidade territorial”.
“Sem esta interligação continuamos a ter graves condicionalismos ao desenvolvimento, pela falta de condições fundamentais à competitividade regional”, continua o documento.
Esta situação leva os responsáveis pela Cimbal, NERBE e Turismo do Alentejo a manifestarem-se, considerando “que há demasiado tempo que estamos neste impasse e que já foram desperdiçados milhões de euros, questionando também os motivos de se jogar fora todo o investimento já feito em obras que estavam adiantadas”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima