Ida de sul-coreanos para Beja decidida após eleições no país

Ida de sul-coreanos para Beja

O ministro da Defesa Nacional garante que a decisão da Coreia do Sul de instalar uma escola de pilotos na Base Aérea 11, em Beja, aguarda o resultado das eleições presidenciais que vão decorrer na quarta-feira, 19, naquele país.
A decisão, que "esteve em estudo, até há relativamente pouco tempo", pelas autoridades sul coreanas, "está, digamos, numa situação de stand by, a aguardar o resultado" das presidenciais na Coreia do Sul, disse José Pedro Aguiar-Branco, que falava aos jornalistas em Beja, onde esteve na última sexta-feira, 14.
Segundo o Ministério da Defesa, a Coreia do Sul prevê instalar uma escola para formar pilotos na Base Aérea 11, que poderá funcionar por um período de 30 anos.
A escola poderá formar 200 pilotos por ano (120 sul-coreanos, cerca de uma dezena da Força Aérea Portuguesa e as restantes vagas abertas a outros países) e implicar a instalação em de Beja de "mais de 200 ou 300 famílias" sul-coreanas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima