FC Castrense contesta modelo da 3ª divisão nacional em 2012-2013

FC Castrense contesta modelo da 3ª divisão nacional em 2012-2013

O FC Castrense não concorda com a programação do campeonato nacional da 3ª divisão proposta pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para a época 2012-2013.
Num ano que marcará o fim do terceiro escalão do futebol nacional, o calendário prevê a realização de uma fase regular e de uma fase final, sendo que nesta última o grupo da descida será disputado por seis equipas… já despromovidas!
“Quando recebemos o calendário ainda pensámos que poderia ter sido um engano. Mas de imediato entrámos em contacto com a FPF e foi-nos confirmado verbalmente que de facto iria haver fase de descida, com seis equipas que já estarão… descidas! Portanto, não vão a disputar nada, só jogar por jogar. Isto é gastar dinheiro de uma forma desnecessária”, sublinha o presidente do emblema de Castro Verde.
De acordo com Carlos Alberto Pereira, o FC Castrense contactou por ofício os serviços da FPF, tendo mesmo falado directamente com o responsável pelos calendários, que sugeriu a possibilidade do clube fazer a fase regular com os seniores e, caso se confirmasse aí a despromoção, disputar a fase final com a equipa de juniores.
“Isto é admissível? Não, é incompreensível. E é uma vergonha ser dito por alguém que está na FPF. Isto é a imagem e o reflexo do que é o nosso país”, vinca Carlos Alberto.
Apesar destas críticas, o presidente do FC Castrense deixa uma garantia aos associados: “Queremos ficar nos primeiros seis”.
“Mas como clube empenhado em resolver os seus problemas e em ajudar a resolver os do futebol de uma forma geral, pensa desta forma”, conclui.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima