Ex-treinador do Mineiro Aljustrelense acusa anterior direcção do clube

Ex-treinador do Mineiro Aljustrelense acusa anterior direcção do clube

Castigado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por um ano, o ex-treinador do Mineiro Aljustrelense não poupa nas críticas à anterior direcção do clube, liderada por Vasco Santana, que acusa de lhe ter omitido o processo e impedido a sua defesa.
“Nada me foi entregue nem ninguém me consultou para nada. Simplesmente receberam o fax da FPF e omitiram isso, nunca me disseram nada”, explica ao “CA” Eduardo Rodrigues.
A atitude da anterior direcção “é de uma irresponsabilidade de tal tamanho que nem sei o que diga”, acrescenta.
O caso remonta a 13 de Maio deste ano, quando o técnico foi expulso do banco por ter supostamente agredido um jogador adversário do decorrer da partida Mineiro Aljustrelense-Quarteirense, a contar para a oitava jornada da fase final da Série F da 3ª divisão nacional.
Eduardo Rodrigues garante que tudo não passou de uma simulação do atleta algarvio e lamenta não ter tido conhecimento do processo disciplinar que resultou no castigo de um ano e multa de 750 euros.
Um desfecho que o impede de treinar até ao Verão de 2013, quando já tinha tudo acertado com outro clube para a nova temporada.
Contactado pelo “CA”, o anterior presidente do Mineiro Aljustrelense, Vasco Santana garante não ter recebido qualquer notificação do processo a Eduardo Rodrigues enquanto esteve em funções.

<b>MAIS INFORMAÇÃO NA EDIÇÃO DE 3 DE AGOSTO DO "CORREIO ALENTEJO", AMANHÃ NAS BANCAS</b>

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima