Câmara de Odemira reforça parque escolar do concelho

Câmara de Odemira reforça parque escolar do concelho

A Câmara Municipal de Odemira vai fazer um investimento na ordem dos 2,5 milhões de euros para melhorar o parque escolar de São Teotónio, Boavista dos Pinheiros e São Luís.
O objectivo é assegurar mais qualidade educativa e dar resposta às dificuldades de sobrelotação nas escolas destas freguesias.
E, ao mesmo tempo, estes investimentos “vão fechar todo um ciclo” levado a cabo pela autarquia.
“Estamos a falar de investimentos muito importantes, que reforçam a rede escolar”, assegura ao “CA” o vereador Hélder Guerreiro, que tem responsabilidades directas no sector da educação.
Em Boavista dos Pinheiros, a Escola Básica 1 (EB1) não tinha espaço para jardim-de-infância e, tendo em conta o crescimento da localidade, a freguesia “precisava de uma resposta com outra capacidade”.
Neste momento, existem na Boavista duas salas de aula e três turmas do 1º ciclo. Por isso, adianta Hélder Guereiro, “havia uma necessidade clara” de fazer o investimento no novo centro escolar [na foto], num valor que deverá ascender a cerca de um milhão de euros.
“Esta aposta permite também desafogar um pouco a EB1 de Odemira, repartindo um pouco melhor as crianças, o que proporciona também uma maior qualidade no ensino”, explica.
No caso de São Teotónio, o novo centro escolar representará um investimento de um milhão e 100 mil euros e pretende dar resposta à necessidade de criar melhores condições no jardim-de-infância, que tem três salas mas “regista uma procura superior”.
Com o novo equipamento, a freguesia vai “ampliar a oferta em termos quantitativos, uma vez que actualmente existem entre seis e sete turmas e apenas cinco salas”.
“Há ali um estrangulamento muito complicado. O novo centro escolar, que será maior, permitirá também que o jardim-de-infância ocupe a actual escola primária, proporcionando uma maior proximidade entre todos os níveis de ensino e criando ali um ambiente escolar de proximidade”, enfatiza Hélder Guerreiro.
Neste enquadramento, acrescenta o vereador, o edifício actual do jardim-de-infância “será libertado para equipamentos culturais que São Teotónio já reivindica e efectivamente precisa” porque, tudo indica, o crescimento do número de alunos vai continuar.
O terceiro centro escolar será em São Luís e, destaca o responsável pela educação, “surge na mesma lógica” do que vai nascer na Boavista”.
Assim, o que a autarquia pretende fazer é “fechar o investimento” que já iniciou e que será agora reforçado.
No total serão gastos 400 mil euros para criar um centro escolar que terá “mais salas para o jardim-de-infância e melhores condições para a biblioteca, a sala de refeições e a sala de professores”.
Refira-se que estas três apostas de investimento estão, contudo, em fases diferentes.
Na Boavista dos Pinheiros o centro escolar estará pronto ao longo da próxima época escolar – “O próximo ano lectivo já será certamente encerrado no centro novo”, assegura o vereador.
Em São Teotónio e São Luís os processos estão agora a iniciar-se em termos dos projectos e a autarquia de Odemira espera vir a obter os respectivos financiamentos comunitários.
“Primeiro teremos que garantir os financiamentos, mas a nossa ideia é fazer os projectos e lançar os concursos ainda este ano”, revela.
“Com estes três centros a rede escolar do concelho fica adequada às necessidades. Haverá alguns acertos a fazer mas não serão de crescimento. Em Odemira, São Teotónio, São Luís e Milfontes ficará claramente. Em termos de número de salas e espaços, corresponderá às necessidades”, conclui.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima