Ciclo de cinema documental em Castro Verde

A Câmara de Castro Verde inicia nesta sexta-feira, 18, o ciclo de cinema documental “Identidades”, que será dedicado à música e procurará levar ao grande ecrã do cineteatro municipal “diferentes olhares numa dinâmica de partilha, debate e reflexão”.

“O documentário como transporte para a descoberta do território, da comunidade e das artes é o mote para esta iniciativa que procura aliar o visionamento ao debate com quem está por detrás da câmara”, refere a autarquia em comunicado.

“Paraíso”, realizado por Sérgio Tréfaut, abre o ciclo documental nesta sexta-feira, 18, pelas 21h30, numa sessão que contará com uma apresentação gravada pelo realizador. O filme retrata uma comunidade em torno da música e foca-se num grupo de homens e mulheres septuagenários que se junta para cantar nos jardins públicos do Palácio do Catete, antiga residência dos presidentes do Brasil, no Rio de Janeiro.

“Um retrato de um Brasil que desapareceu e que o realizador, passados 40 anos, quis documentar depois de regressar à terra que o viu nascer”, destaca a Câmara de Castro Verde.

A 27 de fevereiro é apresentado, também pelas 21h30, “Zé Pedro Rock n’Roll”, de Diogo Varela Silva sobre a vida e obra de Zé Pedro, falecido guitarrista dos Xutos & Pontapés. A sessão contará com a presença do realizador e também de Tim, vocalista dos Xutos.

O ciclo de cinema “Identidades” termina a 4 de março, pelas 21h30, com “Billie”, sobre a “diva” do jazz Billie Holiday e realizado por James Erskine. A acompanhar a sessão estará o crítico e divulgador de jazz, António Branco.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima