CDU contesta PS sobre contas da Câmara de Castro

CDU contesta PS sobre

Garantindo que a Câmara Municipal teve um saldo positivo de 613 532,64 em 2016, a CDU de Castro Verde reagiu esta sexta-feira, 28, às críticas do PS, que divulgou esta semana o resultado líquido da autarquia no mesmo ano. “O PS não sabe do que fala”, afirma o comunicado da CDU, adiantando que a “demonstração de resultados de uma entidade reflecte os acontecimentos (custos e proveitos) verificados ao longo de um exercício”.
A CDU esclarece que há um “nível cada vez mais baixo das receitas municipais, derivado fundamentalmente da quebra acentuada da Derrama”. Situação que, adianta ainda, também está “associada aos atrasos sucessivos” do Portugal 2020.
No caso dos custos, os comunistas esclarecem que “grande parte das rubricas corresponde a despesas efectivamente realizadas, mas outras não, como por exemplo o valor das amortizações do património”.
Na resposta, a CDU questiona ainda “se o PS alguma vez acompanhou a CDU na exigência do cumprimento da Lei das Finanças Locais (a antiga e a actual) e na reivindicação de uma maior participação das autarquias nos Impostos do Estado”. E acusa os socialistas de fazer “pura e simples desinformação, ou melhor, manipulação da opinião pública”.
A terminar, a CDU destaca que, se “o PS conhece alguma receita milagrosa para inverter esta situação, anuncie-a em nome do progresso, do desenvolvimento sustentável e do bem-estar das populações”.
Seja como for, no Relatório e Contas de 2016, que está disponível no site da autarquia, é possível confirmar que o exercício de 2016 da Câmara teve um resultado negativo de 948.940,56 euros. É este valor que está na base das críticas repetidas do PS de Castro Verde.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima