Castro Verde. Vinho da Adega das Fontes Bárbaras premiado

Herdade das Fontes Bárbaras
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O vinho Foral de Entradas Reserva 2018, produzido na adega da Herdade das Fontes Bárbaras, no concelho de Castro Verde, foi um dos três brancos premiados com a medalha de ouro na 9ª edição do Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola.

Promovida pela instituição bancária em parceria com a Associação dos Escanções de Portugal, a competição distinguiu um total de 67 vinhos de todo o país, cinco dos quais produzidos no distrito de Beja.

Foi o caso, entre os brancos, do Foral de Entradas Reserva 2018, produzido na adega da Herdade das Fontes Bárbaras, no concelho de Castro Verde, a que se juntou o Conde de Vidigueira Premium Antão Vaz DOC Alentejo Vidigueira 2021, da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito.

Entre os tintos foram premiados o Anima de Fornalhas Grande Reserva Vinho Regional Alentejano Tinto 2017, da Adega dos Nascedios (Odemira); o Família Margaça Reserva Vinho Regional Alentejano Tinto 2020, da Família Margaça/Sociedade Agrícola de Pias (Serpa); e o Mingorra Reserva Vinho Regional Alentejano Tinto 2018, de Henrique Uva (produzido no concelho de Beja).

A 9ª Edição do Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola recebeu um total de 218 vinhos (brancos, tintos e espumantes), colocados à prova por 94 produtores nacionais das várias regiões vitivinícolas do país, clientes e associados da instituição.

O júri, constituído por enólogos, enófilos e jornalistas especializados, distinguiu, durante as provas cegas, realizadas a 4 de Novembro, 67 vinhos com a Tambuladeira dos Escanções de Portugal: três com a grande medalha de ouro e 64 com medalha de ouro.

A iniciativa tem como objetivo “promover e colocar à prova a qualidade dos vinhos nacionais, procurando gerar novas oportunidades de negócio e dinamização das comunidades onde desenvolve o seu trabalho em contacto direto com as pessoas”.

Opinião

Napoleão Mira

20 de Janeiro, 2023

O Codex 632

Carlos Pinto

20 de Janeiro, 2023

Habitação, um problema sério

Carlos Pinto

6 de Janeiro, 2023

Saúde débil

Vitor Encarnação

6 de Janeiro, 2023

Ano Novo

Carlos Pinto

16 de Dezembro, 2022

Marcelo, o “omnipresente”

Napoleão Mira

16 de Dezembro, 2022

Leve-Leve

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima