Castelo e igrejas de Elvas de portas abertas mais tempo

Castelo e igrejas de Elvas

O castelo e as igrejas de Elvas vão passar a estar de portas abertas mais tempo, numa iniciativa com a participação de jovens e que envolve um investimento anual de 90 mil euros.
A vereadora da Câmara de Elvas Elsa Grilo explicou à Agência Lusa que a iniciativa pretende “dar a conhecer a riqueza patrimonial” da cidade, classificada como Património Mundial, aos turistas em períodos de tempo mais alargados.
Segundo a autarca, os jovens que vão participar na iniciativa, que permite alargar os horários de visita aos monumentos, fazem parte de um programa ocupacional desenvolvido pela câmara, onde têm tarefas a desempenhar “seis horas por dia”.
De acordo com a autarca, os 31 jovens que vão ser colocados nas igrejas e no castelo têm idades entre os 18 e os 26 anos e recebem “uma bolsa mensal”.
A Câmara Municipal de Elvas já aprovou os protocolos que prevêem a colocação dos jovens para a abertura do castelo também aos fins de semana e das igrejas do centro histórico, todos os dias da semana.
Os jovens receberam formação específica para distribuição da informação pretendida pelos turistas, representando a sua permanecia nos espaços um investimento anual de 90 mil euros por parte da câmara.
“Os jovens que foram colocados ao abrigo deste programa têm custos para o município na ordem dos 90 mil euros, o que é muito assinalável, numa altura em que o Governo obriga, através do Orçamento Geral do Estado, que as câmaras façam uma redução de pessoal na ordem dos dois por cento. Nós encontramos aqui uma forma de resolver o problema”, explicou.
Os protocolos foram assinados com a Direcção Regional de Cultura do Alentejo, paróquias do Salvador, Alcáçova, Assunção e Caia e São Pedro, Ordem Terceira de São Domingos e Santa Casa da Misericórdia de Elvas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima