Câmara de Odemira investe 4,6 milhões em quatro freguesias

Câmara de Odemira investe

A Câmara de Odemira vai investir em 2013 perto de 4,6 milhões de euros em quatro obras de grande dimensão nas freguesias de Sabóia, São Teotónio e Vila Nova de Milfontes.
Algumas das empreitadas já têm concurso lançado e os trabalhos devem estar todos no terreno até ao próximo Verão, adianta ao “CA” o presidente da autarquia odemirense.
Uma das obras de maior dimensão está prevista para São Teotónio, onde será construída uma variante à localidade e um parque urbano.
O projecto, avaliado em 1,2 milhões de euros, já foi aprovado em reunião de Câmara Municipal e José Alberto Guerreiro espera poder contar com fundos comunitários para a sua execução. “É um investimento considerável que criará uma nova centralidade em São Teotónio”, argumenta o edil.
Além destas duas obras, a Câmara de Odemira pretende também avançar com a criação do Centro Escolar de São Teotónio (800 mil euros) e a construção de um jardim público no espaço em frente ao Posto da GNR(198 mil euros).
Por sua vez, em Vila Nova de Milfontes a autarquia odemirense conta avançar em breve com o concurso a construção do novo jardim público da localidade, projecto que deverá representar um investimento de 1,2 milhões de euros.
Paralelamente, a Câmara Municipal vai também remodelar o sistema de água e saneamento de algumas zonas da vila, sobretudo na avenida Brás Pacheco, mesmo à entrada da localidade.
A obra, que será concretizada até Abril, vai custar cerca de 120 mil euros e, de acordo com José Alberto Guerreiro, deverá pôr cobro às “constantes rupturas” dos últimos tempos.
Finalmente, a Câmara de Odemira tem também prevista uma intervenção de fundo no centro da localidade de Sabóia, devido às sucessivas cheias que se verificam naquele sítio Inverno após Inverno.
A obra custará 1,1 milhões de euros e será uma prioridade para o Município odemirense assim que receba “luz verde” da Administração Regional Hidrográfica do Alentejo.
“Vamos fazer a remodelação completa da zona baixa de Sabóia, com a construção de uma série de canais que vão alterar todo o esquema de escoamento de águas pluviais em direcção ao rio Mira a partir da ribeira de Sabóia. Com a construção deste sistema, estamos em crer que ficará resolvido de vez o problema das cíclicas cheias dentro da localidade de Sabóia”, explica José Alberto Guerreiro.

Partilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima